Notícia

Casa Batista de Amizade, um marco para os Batistas de Sergipe, completa 56 anos

A Casa Batista de Amizade (CBA), instituição ligada à Convenção Batista Sergipana (CBS), completou 56 anos de existência no dia 17 de agosto. Fundada em 1965, com o nome Centro de Amizade, a CBA funcionava em uma pequena casa alugada. A diretora à época era a missionária Maye Bell Taylor, que em 1966 realizou a primeira sessão administrativa. Em 1968, pela graça de Deus, o Centro obteve sua sede própria com recursos enviados pela Junta de Richmond, localizada onde é a atual CBS, na Rua João Andrade, também no Bairro Santo Antônio.

 

O culto de gratidão pelo aniversário de fundação, realizado no dia 17 de agosto, na sua sede, contou com a presença do presidente da CBS, pastor Elias Linhares, e outros membros da diretoria da CBS, do coordenador de Evangelismo e Missões, pastor Edson Cerqueira, de presidentes das organizações missionárias, além de figuras marcantes na história da Casa Batista de Amizade, como Ivalcene Carneiro e Laurita Santana. O culto foi dirigido pela diretora da Casa Batista de Amizade, Ester Alves, e pela missionária Lídia Cerqueira.

 

O presidente da CBS, Elias Linhares, ressaltou em sua palavra a força da CBA e como Deus agiu ao longo dos anos de forma poderosa por meio dela. “Estar aqui é um motivo de satisfação porque a Casa Batista de Amizade fez parte da minha história e de tantos que passaram por essa instituição. Espero em Deus que continue forte e cumprindo seu papel social e bíblico, porque somos um país da desigualdade e no Evangelho de Lucas mostra que Jesus Cristo tinha os olhos para os marginalizados. Assim, tem feito essa instituição nessa caminhada em fazer a vontade de Cristo, cumprindo esse papel tão importante”, frisou o presidente da CBS.

 

Testemunhou a ex auxiliar de secretaria, Ivalcene Carneiro: “A Casa Batista de Amizade fez um excelente trabalho e eu estou feliz por estar aqui. Esse trabalho nasceu no coração de dona Maye Bell Taylor e floresceu e firmou-se a Casa Batista de Amizade que tanto impactou pessoas”.

 

Outra mulher de fé que também fez parte da história da Casa Batista de Amizade foi Laurita Santana. “Quando eu entrei na Casa Batista de Amizade, eu só tinha a 4ª Série, e quando eu saí estava formada em Pedagogia. Isso foi bênção de Deus. Essa Casa impactou muito minha vida. Impacta também quando vemos pessoas aceitando a Cristo, e isso ocorreu na Casa Batista de Amizade”, expressou Laurita Santana.

 

Muito emocionada, a diretora da CBA, Ester Alves, falou o que representa a Instituição: “Eu estou muito emocionada porque sonhei com este momento, em agradecer a Deus as bênçãos diárias que a CBA recebe. Eu agradeço a Deus quando muitos que passaram pela Casa Batista de Amizade reconhecem o valor da instituição e como ficou marcado em suas vidas. A Casa Batista de Amizade tem papel fundamental na vida de pessoas e Igrejas”, finalizou.

 

Mas, por que a Casa Batista de Amizade marcou tanto? “A CBA é uma instituição de confessionalidade cristã evangélica, sem fins lucrativos, que, há 56 anos, exerce atividades religiosas e educacionais de cunho social e filantrópico em Sergipe.

 

A diretora Ester Batista Costa Alves dedicou-se durante muito tempo em proporcionar à comunidade do bairro Santo Antônio e adjacências, possibilidades de cursos profissionalizantes (parceria com a FUNDAT), momentos de interação com grupos específicos, sempre levando uma pequena reflexão bíblica.

 

Além destas atividades, a CBA sediou o Colégio Maye Bell Taylor por alguns anos, instituição particular, porém com mensalidades acessíveis para os moradores da região, anunciando as boas novas aos pequeninos”, explicou a missionária Lídia Cerqueira.

 

Sheyla Morales, comunicação da Convenção Batista Sergipana